A notícia mais importante do dia, ilustrada para fazer "Cócegas no Raciocínio" e fomentar a indignação dos que são contra o PACOEPA - Pacto Corruptônico que Envergonha o País.

Frontal

“Faz tempo que a imagem do político está vinculada à corrupção, promessas não-cumpridas, incompetência, descaso com a população. Atualmente isto se acentuou o que, por tabela, dificulta a atuação e manutenção das máquinas partidárias. O desgaste é sentido, inclusive, pelos três maiores partidos: PMDB, PT e PSDB.

207

 

 

215

 

 

212

No caso do PT foram quase duas décadas de escândalos de corrupção e, por fim, o descalabro na economia que detonou o País. Portanto, não foi à toa que em manifestações espontâneos e inéditas na nossa história milhões de pessoas foram às ruas de todo o país aos gritos de: “Fora Dilma”. “Fora Lula”. “Fora PT”…

958

“… Quanto ao PSDB, também corre o risco de se apequenar nas próximas eleições. Ao teimar em manter candidaturas das mesmas figuras, o partido impediu João Dória que tinha mais probabilidade de chegar à presidência, de competir. Dória é combativo, apto a enfrentar o violento PT e renovação em termos de Brasil. Ao invés disso, o PSDB insiste nos seus punhos de renda, nas cabeças baixas diante das agressões petistas. Pousados em cima do muro os tucanos nunca sabem se vão ou se ficam, se fazem ou não fazem. Pior, cultuam Lula da Silva…”

199

 

200

 

213

 

205

“… Quanto ao PMDB, que há 23 mantém o papel de coadjuvante do PSDB e do PT, provavelmente seguirá sem candidato presidencial. De todo modo, o partido tem sua dose de descrédito por conta da enxurrada de denúncias de corrupção, cujo ápice se concentra o Rio de Janeiro.

196

O próprio presidente, Michel Temer, foi crivado pelas “setas” do então Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, que tirou o foco foi do PT e o passou para o PMDB, que apareceu como o grande partido corrupto. Enquanto isso, a mídia promoveu diariamente dois momentos de ódio: um contra o presidente norte-americano, Trump, outro contra o presidente Temer.

 

195
É impossível dizer o que vai acontecer em 2018. Mesmo porque, com relação à presidência da República estão aparecendo candidatos que nunca disputaram tal cargo, como o deputado federal Jair Bolsonaro, politicamente incorreto como o povo gosta e capaz de enfrentar o PT e demais adversários com o mesmo rigor retórico….”

 

197

 

 

194

 

 

203

 

 

198

“…Na eleição municipal passada houve grande dispersão partidária dos votos em vários partidos, o aumento de votos nulos, brancos e de abstenções. É provável que isso se repita e até se amplie em 2018, refletindo o descrédito da população com os políticos….”

 

 

211

“… Estas, naturalmente, são hipóteses baseadas nas tendências que se observam hoje. O resultado real só se dará quando as urnas se abrirem em outubro de 2018. Resta desejar que hajam mudanças.” (Maria Lucia Victor Barbosa – socióloga).

201
Vida que segue sob a ótica do observador tragicômico panfletário virtual que não inventa nada (APENAS ILUSTRA):

 

202

 

 

204

 

 

206

 

 

208

 

 

209

 

 

216

 

 

210

 

 

214
Enquanto isso para publicar um livro neste país (“quem não lê, mal fala, mal ouve, mal vê”) necessito fazer campanha (será que mereço credibilidade?):

 

LIVRO 4
Bom dia amigos, irmãos maçons e internautas de todo o Brasil. Estou em campanha para reduzir os custos da publicação do meu livro “O PEQUENO ARQUITETO DA MAÇONARIA AMAZONENSE”. Cada contribuição de 100 reais fará jus a um exemplar que será enviado via SEDEX em 21 de janeiro de 2018, dia do lançamento em Manaus, Amazonas, na Praça do Congresso a partir das 10 horas da manhã, onde será vendido a 50 reais. Basta enviar o comprovante do depósito com endereço para: -(camdeab@gmail.com)- Banco Itau – Ag. 8271 c/c 09934-6 José Abreu Tel.(92) 99985-0908.

PARA COMPARTILHAR NO FACEBOOK, CLIQUE NO PRIMEIRO QUADRO:

0 comments

Deixe uma resposta