A notícia mais importante do dia, ilustrada para fazer "Cócegas no Raciocínio" e fomentar a indignação dos que são contra o PACOEPA - Pacto Corruptônico que Envergonha o País.
Frontal

 

“O mito decadente foi completamente destruído pelas denúncias de Palocci à Força Tarefa da Lava Jato e ao juiz Sérgio Moro.
001
O líder máximo do “PERDEMOS” foi destronado de seu divino vaso sanitário da História, com uma indagação nada enigmática de Palocci, já que a resposta é óbvia e “lulante”. Palocci questiona, no texto endereçado à “presidenta” da sigla, Gleisi Hoffmann: “Somos um partido ou uma seita guiada por uma pretensa divindade?”.

 

 

002

Palocci também mandou outra que só pode ter psicografado de Celso Daniel: “Fiquei chocado ao ver Lula sucumbir ao pior da política”…

 

003

 

 

004

 

 

005
Dando uma pausa Palocciana, o “PERDEMOS” tem tudo para receber a adesão de outro anjo caído da politicagem tupiniquim. Ainda mais depois que a primeira turma do Supremo Tribunal Federal decidiu ontem afastar Aécio Neves do mandato de senador.

006

 

 

007

 

 

008

 

 

009

 

 

010
Foram três votos avassaladores de Luiz Fux, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso que lavaram e enxaguaram a alma dos brasileiros que lutam contra a corrupção sistêmica. O STF ainda foi bonzinho: preferiu não acabar o pedido de prisão feito pelo Ministério Público Federal contra Aécio. Como não cabe recurso da decisão, só resta ao netinho de Tancredo Neves sair do muro tucano e implorar uma filiação ao “PERDEMOS” do perdido $talinácio…” (Jorge Serrão – Alerta Total).

011

 

 

012

 

 

013

 

 

014

 

 

015

 

 

016

 

 

017
Este Blog não tem patrocinadores fixos. Se puder contribuir para mantê-lo, faça um depósito de qualquer valor no BANCO ITAÚ – AG. 8271 – C/C 09934-6 – José H. Campos de Abreu – CPF019.898.985-72. Sua contribuição poderá viabilizar a publicação do meu próximo livro “O PEQUENO ARQUITETO DA MAÇONARIA AMAZONENSE”.
FAÇA ISSO ANTES QUE O MUNDO ACABE:

018

 

 

019
PARA COMPARTILHAR NO FACEBOOK, CLIQUE NO PRIMEIRO QUADRO:

0 comments

Deixe uma resposta