A notícia mais importante do dia, ilustrada para fazer "Cócegas no Raciocínio" e fomentar a indignação dos que são contra o PACOEPA - Pacto Corruptônico que Envergonha o País.
DESTACADA

 

“O presidente Michel Temer afirmou que alguns ministros podem deixar voluntariamente o governo, tendo em vista as revelações das delações da Odebrecht, que colocaram oito ministros de seu governo como alvos de inquéritos autorizados pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin.
981

“É muito provável que alguns ministros fiquem desconfortáveis e peçam para sair do cargo”, disse o presidente. A afirmação foi feita em entrevista concedida à Rádio Jovem Pan na manhã desta segunda-feira, 17.“ (Elizabeth Lopes e Thaís Barcellos – MSN/Estadão).

 

982
“Cármen Lúcia, informa o Jota, decidiu criar um grupo de assessoria especializada que reforçará a equipe do ministro Edson Fachin, relator dos processos da Lava Jato. Os dois se reuniram hoje para tratar desse tema. Ainda não há detalhes sobre o tamanho desse reforço.“ (O Antagonista).

 

976

 

 

979

 

 

983
“Com medo de ser alvo de gravações que o comprometam, sobretudo no âmbito da Lava Jato, o ex-presidente Lula ordenou que os celulares de quem o visita sejam recolhidos antes de qualquer reunião privada. Sempre lembra que celulares têm gravadores. Réu em cinco processos por corrupção, Lula não fala ao telefone nada que não possa ser divulgado. Ele não desconfia, tem certeza de que está grampeado.“ (Cláudio Humberto – Diário do Poder).

 

984
“Afastado da prefeitura do Rio após ser acusado de corrupção, o ex-secretário de Assistência Social e ex-deputado Rodrigo Bethlem agora dá cursos de estratégia e planejamento político. Em gravações divulgadas em 2014 pela ex-mulher de Bethlem, Vanessa Felippe, ele admitiu ter contas na Suíça e disse receber R$ 85 mil de um contrato com ONGs que prestavam serviços para prefeitura carioca. Quem quiser uma aula do escolado Bethlem terá de desembolsar R$ 1.200. ( Alessandra Medina – Radar On-Line).

 

980

 

 

985
“Delatores da Odebrecht afirmaram nos depoimentos que o ministro da Casa Civil do governo Michel Temer, Eliseu Padilha, pediu, recebeu e gerenciou propinas e caixa dois durante os últimos três governos federais. De Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), passando por Lula (2003-2010), até Dilma Rousseff (2011-2016), o atual chefe da Casa Civil foi, de acordo com as delações, o encarregado de arrecadar ao menos R$ 11,5 milhões junto à empreiteira.“ (Camila Mattoso, Bela Megale e Letícia Casado – olha).

 

977

 

 

978

 

 

 

006

 

 

986
“A Quinta Turma do STF acaba de decidir por manter a prisão preventiva de Antonio Palocci, denunciado na Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O STJ não verificou constrangimento ilegal que justifique a soltura dele. Para os ministros, a prisão é necessária para “a garantia da ordem pública, pois foi decretada para combater a corrupção sistêmica e serial”. “A denúncia narra que Palocci tinha papel proeminente no esquema de corrupção e coordenou repasses de mais de US$ 10 milhões em propina ao PT. Os ministros identificaram indícios de provas da materialidade dos crimes e de autoria a justificar a prisão preventiva”, informa o STJ.“ (O Antagonista).

002

 

005

Leandro Andrade Azevedo, um dos delatores da Odebrecht, afirmou que Anthony Garotinho utilizava uma loja de artigos religiosos na Glória para negociar, pessoalmente, pedidos de caixa 2 de campanha. Segundo o G1, no total, foram negociados R$ 20 milhões no estabelecimento, que pertence a Garotinho, entre 2008 e 2014.“ (O Antagonista).

987

 

988
“O senador José Serra (PSDB) foi internado nesta terça-feira (18) no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com dores na coluna. A informação foi confirmada pela assessoria de Serra. Ele será submetido a exames gerais de avaliação do quadro clínico. Em fevereiro, Serra deixou o cargo de ministro das Relações Exteriores alegando problemas de saúde. Na carta de demissão, Serra diz que deixa o cargo “com tristeza’. Segundo o ministro, os problemas de saúde o impedem de cumprir as viagens internacionais necessárias ao cargo, além das atividades do dia a dia.“ (G1 – SP).

 

989
“O empresário Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira Odebrecht, afirmou em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no início de março que a ex-presidente Dilma Rousseff sabia da “dimensão” das doações por meio de caixa 2 feitas pela empresa à campanha da petista à reeleição. A informação foi divulgada pelo site “O Antagonista” e confirmada posteriormente pela TV Globo.“ (G1 – BRASILIA).

 

990

“Na tentativa de conter a rebeldia do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), e unificar o partido, o presidente Michel Temer nomeou para a Secretaria dos Portos o ex-senador Luiz Otávio Campos, um dos alvos da Operação Leviatã, desdobramento da Lava Jato. Campos é ligado ao senador Jader Barbalho (PA) e também a Renan, de acordo com informações obtidas no Palácio do Planalto.“ (Diario do Poder).

001

 

 

999

 

 

991
“Os procuradores da Operação Lava-Jato pediram ao juiz Sérgio Moro que a jornalista Cláudia Cruz seja condenada por lavagem de dinheiro e crime contra o sistema financeiro nacional. Os 12 procuradores que assinam os “memoriais escritos” entregues ao juiz Moro querem que a esposa do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, comece a cumprir a pena em regime fechado. Nas próximas semanas, o juiz Moro deverá anunciar sua sentença no processo em que Cláudia e o ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada são réus.“ (Hugo Marques – Veja.com).

 

992
“Divulgada na semana passada, a chamada “Lista de Fachin”, relação de inquéritos e petições apresentados pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), cresceu em número de investigações que agora são de conhecimento da opinião pública. Ainda em sigilo de Justiça, 25 petições, também baseadas nas delações premiadas da Odebrecht, foram divulgadas com exclusividade pelo jornal O Estado de S.Paulo, na edição desta quarta, e incluem nomes como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci (PT) e os ex-presidentes da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).“ (Veja.com).

007

 

 

 

994
“O presidente Michel Temer usou seu discurso na cerimônia de formatura dos novos diplomatas para rebater críticas que a ex-presidente Dilma Rousseff tem feito ao governo em palestras no exterior. Dilma alega que foi vítima de um golpe para deixar o cargo. Sem citar a antecessora, que está em Washington, Temer destacou que a Constituição é cumprida, ao contrário do que se diz lá fora, como se o Brasil fosse “um paiseco”.“ (Tânia Monteiro – MSN – Estadão).

 

 

995
“Renan Calheiros, ao investir contra a Justiça, também atacou a imprensa: “Devemos estar atentos para o uso da imprensa amiga com o objetivo de influenciar o Poder Judiciário. Sobre isso, o magistrado francês Antoine Garapon diz: ‘Alguns indivíduos aproveitam a mídia para se emancipar de qualquer tutela hierárquica’.” E ainda: Existe um movimento “para empurrar a representação popular para um gueto, o gueto dos imorais, sob o aplauso dos inocentes, dos desinformados e da má-fé”. E ainda: “Com essas mesmas práticas, entronizaram o nazismo. Inexplicável que estejamos convivendo com o envenenamento da democracia, procedimentos sumários midiáticos.” (O Antagonista).

 

003

 

 

998

 

 

 

997

“O embate entre a defesa de Luiz Inácio Lula da Silva e o juiz Sérgio Moro ganhou um novo capítulo. Advogados do ex-presidente pediram que fossem ouvidas 87 testemunhas em duas ações contra ele na operação Lava Jato. Moro disse que não proibiria a grande quantidade de testemunhas, pois poderia ser acusado de cercear o direito de defesa de Lula. Mas exigiu que o ex-presidente compareça a todas as sessões. Cristiano Zanin Martins, que defende Lula, considerou a exigência “mais uma arbitrariedade” contra o seu cliente.“ (Marcella Centofanti – Veja.com).
996

“Antonio Palocci, ex-ministro dos governos Lula e Dilma, disse ao juiz Sergio Moro, em Curitiba, que poderia repassar em sigilo informações “que vão ser certamente do interesse da Lava Jato”: “Fico à sua disposição hoje e em outros momentos, porque todos os nomes e situações que eu optei por não falar aqui, por sensibilidade da informação, estão à sua disposição o dia que o senhor quiser. Se o senhor estiver com a agenda muito ocupada, a pessoa que o senhor determinar, eu imediatamente apresento todos esses fatos com nomes, endereços, operações realizadas e coisas que vão ser certamente do interesse da Lava Jato.” (Bernardo Barbosa e Nathan Lopes – do UOL, em São Paulo).

004

008

1000

993

PARA COMPARTILHAR NO FACEBOOK, CLIQUE NO PRIMEIRO QUADRO:

0 comments

Deixe uma resposta