A notícia mais importante do dia, ilustrada para fazer "Cócegas no Raciocínio" e fomentar a indignação dos que são contra o PACOEPA - Pacto Corruptônico que Envergonha o País.
001

 

“Reunida num instante em que Dilma é encaminhada para o patíbulo, a cúpula do petismo se absteve de sair em defesa de madame. “Já era previsível” que a comissão de impeachment do Senado aprovasse relatório pró-deposição, disse Falcão para justificar o silêncio da Executiva do PT.”
501
“No momento, o PT tem uma prioridade mais urgente do que Dilma. Organiza o lançamento de uma publicação em defesa de Lula, que tem Sérgio Moro a perscrutar-lhe os calcanhares de vidro. Sem Dilma, o PT sobrevive. Sem Lula, a legenda perde a alma.” (Josias de Souza).

 

502
“O ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo (Governo Lula) e mais 12 investigados se tornaram réus na Operação Custo Brasil por organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro. O juiz federal Paulo Bueno de Azevedo, da 6ª Vara Federal Criminal em São Paulo aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal. Os réus agora serão citados para apresentar resposta à acusação.” (UOL – Estadão).

 

503
“Em evento que oficializou a candidatura do vereador Fábio Inácio (PT) à Prefeitura de Cubatão, no Estado de São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu que os eleitores “cassem” em 2018 o voto dos senadores que apoiarem o impeachment de Dilma Rousseff.” (ANGELA BOLDRINI – Folha de São Paulo).

 

504
“A Procuradoria Geral da República chegou a pedir, em 14 de junho, a prisão preventiva do deputado afastado, por entender que ele estava atrapalhando as investigações da Lava Jato. Mas o Supremo ainda não deu seu parecer sobre o assunto. O silêncio da corte ganhou uma interpretação de que ela aceita o pedido, mas aguarda o timing adequado. Especialistas ouvidos pelo EL PAÍS avaliam que o Supremo Tribunal Federal está à espera da votação da cassação do mandato do deputado na Câmara. Há quem diga que ele será preso no dia seguinte à sua cassação pois motivos não faltam.”. (Marina Rossi – MSN/EL PAÍS).

 

505
“Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional, rebateu a piadinha sem graça do dia de Eduardo Paes, registra o Estadão: “Às vezes, o prefeito fala coisas que ele depois diz que acha que são piadas. Isso (de pagar caviar) é ridículo. Ele sabe que não tem essa exigência”. O mesmo Eduardo Paes disse em entrevista, mais cedo, que gostaria de se candidatar ao governo do Rio em 2018.” (O Antagonista).

 

506

0 comments

Deixe uma resposta